Fluxo de trânsito na pré-temporada em Caraguatatuba


O verão está chegando! E Caraguatatuba já respira os ares da estação mais quente do ano. Nos pontos de acesso à cidade já é possível perceber o aumento do fluxo de veículos transitando. Com mais carros e pessoas circulando, a atenção precisa ser redobrada e os motoristas devem se conscientizar das suas responsabilidades; como afirma o técnico de transmissão Marco Aurélio:

"Ah, eu acho que nós motoristas, nós motociclistas, motoristas de automóveis é que tem que respeitar o pedestre, né? Ele chegou na faixa... Muita das vezes  chovendo, muita das vezes ele já numa dificuldade por estar a pé ou  de transporte alternativo, né? E eu acho que é questão de educação da gente parar e esperar ele fazer a travessia, né? A gente tem que ter um pouco de paciência também."

 Ainda assim, há aqueles que preferem se arriscar. Durante a gravação desta matéria, nossa equipe flagrou uma mulher correndo risco ao atravessar a rua entre os carros mesmo havendo uma faixa de pedestre a poucos metros de distância. Nela, também presenciamos um ciclista cruzando sem descer na bicicleta usando-a como se fosse uma ciclovia.

Mesmo com essas atitudes, o apontador de obras Daniel Nunes acredita que o respeito às sinalizações é algo cultural e um hábito dos moradores da cidade, sendo necessária uma educação aos turistas.

"Então, essa questão aí é o seguinte: os moradores aqui de Caraguatatuba já têm essa educação do trânsito de parar nas faixas. As pessoas que vêm de fora não têm muito esse hábito, porque São Paulo é correria total e outras cidades também, então, às vezes até acontece acidente porque o morador vai e para na faixa e o turista às vezes ele não para, então acaba tendo muita colisão de traseira, entendeu? O morador para e o que é de fora não tem esse conhecimento... então, acho que deveria ter mais uma educação pra os turistas quanto a isso. Que aqui é nossa cidade, na faixa de pedestre tem que parar e dar prioridade para o pedestre."

Os motoristas e motociclistas também devem manter atenção aos limites de velocidade nas vias para evitar serem pegos pelos radares instalados como aconteceu com Daniel.

"Inclusive esse daqui da rodovia é 60 (km/h) e o da beira da praia é 50 (km/h), então a gente confunde muito! Às vezes você  pensando que  andando aqui e andando lá e você acaba 'tomando'. Eu acabei levando três multas já! Agora eu  super atento! Eu procuro olha bem as placas, porque a cidade é bem sinalizada."

Ele, assim como Marco Aurélio, salienta também a necessidade de adaptar a rotina ao período da alta temporada: "Eu procuro, principalmente pra fazer compra no mercado, fazer nos meses que antecedem a temporada, porque depois fica complicado ir em mercado e condução também fica difícil pra você tá se deslocando mesmo de carro quanto de ônibus. A gente procura tá fazendo antecipado pra poder não sofrer, né?"

"Sempre pelo menos um hora de antecipação, porque não dá pra sair no horário normal, com certeza você vai chegar atrasado."

Em qualquer época do ano, a educação no trânsito é um direito e um dever de todos para manter a segurança e o respeito à vida.

Comentários