Postagem em destaque

Tipos de textos jornalísticos

Informativos
Notícia: é o relato puro e simples de um fato ou acontecimento atual de interesse público e de interesse do público;Reportagem: trata-se de uma notícia ampliada, com informações prestadas por mais de uma fonte. A reportagem aborda vários ângulos de um fato, esmiuçando e esgotando o assunto, além de procurar interpretar os acontecimentos;Suíte: matéria com desdobramentos de um fato já noticiado, quando há novas informações sobre o assunto outrora abordado;Entrevista: além de representar a principal fonte de informação para a maior parte das matérias jornalísticas, ela pode ser uma entrevista especial com perguntas e respostas - chamada nas redações de "pingue-pongue" - a uma única fonte (uma personalidade política, econômica, cultural etc.);Nota: uma notícia pequena, que se destina a dar uma informação rápida sobre um determinado fato ou acontecimento. Opinativos
Perfil: é uma espécie de construção da história duma personagem com enfoque num indivíduo ou numa inst…

Parada obrigatória

Fotografia de uma placa sinalizadora de trânsito encostada num poste de energia elétrica. Nela está escrito a palavra "pare" em letras maiúsculas.

Saber a hora de parar...

Talvez esta seja a maior de todas as sabedorias.

É um desafio! Principalmente nos dias de hoje em que prevalece a máxima do “nunca desista”, "foco, força e fé" etc.

Veja bem, não é minha intenção afirmar que deve-se desistir, não acreditar e sequer lutar. Não, de forma alguma!

Só que é importante pensar bem para não confundir a fraqueza da desistência com a sabedoria da parada.

Muitos de nós por não conseguirmos ter este discernimento ficamos presos em algo que não nos realiza, não edifica e nem frutifica. E isso acaba nos machucando e muitas vezes minando a nossa autoconfiança e autoestima por termos a sensação de estarmos estagnados.

Reflita comigo: um lutador que já apanhou tanto do adversário, a ponto de possivelmente morrer caso levante e receba mais um golpe. Seu treinador e ele mesmo estariam sendo covardes ao jogar a toalha e reconhecer a vitória do oponente? Será que essa não seria a hora de parar a luta? Não seria um ato de inteligência e de responsabilidade do árbitro interrompê-la neste momento? Só o fato de subir ao ringue e enfrentar com todas as suas forças, ir até o seu limite, não seria já uma atitude louvável?

Saber a hora de parar...

É preciso saber a hora de parar quando estamos festejando com nossos amigos e parentes, pois precisaremos voltar para casa dirigindo e não é conveniente beber mais.

É preciso saber a hora de parar quando estamos num relacionamento e a convivência com aquela pessoa não é mais possível, embora a aceitação seja mais cômoda que o confronto e o caminho desconhecido daqui pra frente.

É preciso saber a hora de parar quando estamos num trabalho e já atingimos o limite do nosso esforço físico. Num emprego e este não nos proporciona nenhum tipo de realização, seja financeira ou profissional, nem qualquer perspectiva de crescimento.

É preciso saber a hora de parar quando estamos estudando algum curso e percebemos que este não é exatamente o que procuramos.

Saber a hora de parar...

Atletas precisam disso!

Ronaldo, um dos maiores jogadores de futebol da história brasileira, sofre até hoje por não ter tido o discernimento para colocar um ponto final na sua carreira vitoriosa. Poderia ter feito quando ainda era herói, mas somente o fez quando tornou-se piada. Pelé, ao contrário, soube exatamente a hora de parar e até hoje recebe o rótulo de rei.

Nas corridas de fórmula 1, o momento que pode decidir o sucesso para o piloto é justamente a hora da parada nos boxes. As equipes estudam com muito cuidado qual será a melhor estratégia a se adotar. Em milésimos de segundos, tudo pode ir para o ralo. É uma decisão crucial!

Para mim, cozinhar é uma arte. E os melhores cozinheiros são aqueles que sabem exatamente a melhor hora de parar. Devem saber se a quantidade de tempero colocada já é suficiente e evitar que fique temperado demais ou de menos. Da mesma forma, devem saber quando é o momento preciso para interromper o cozimento. Se cozinhar de mais vai queimar e estragar a comida. Se cozinhar de menos vai ficar cru.

Até para escrever um artigo como este é essencial. Pois corre-se o risco de faltar ideias e argumentos ou exceder e tornar a leitura cansativa.

Saber a hora de parar...

Quão desafiante, quão instigante, quanta sabedoria!

Parar é sobretudo um ato de coragem!

Comentários

Os artigos mais lidos

Como seria sua vida se não existisse o celular