Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Postagem em destaque

O catador de livros

Ele era só mais um entre tantos numa capital urbana. As vidas transpassando entre passos e descompassos; prazos e atrasos; em meio a percalços e descalços; tratos, maltratos e maus-tratos.

E lá estava ele.

Sucumbindo à dureza da cidade que ergue edifícios que arranham os céus e rebaixa pessoas arrastando-as ao chão. Não era culpa desta cidade, ora pois! Todas têm suas riquezas e pobrezas; suas alegrias e tristezas; suas tolices e suas destrezas; suas bondades e suas maldades; suas mentiras e suas verdades.

Mas nesta, lá estava ele!

Com a roupa do corpo e uma sacola na mão caminhava mesmo sem chão. Não tinha teto, mas a esperança era o seu abrigo. Não tinha rumo e o horizonte era o seu destino. Não tinha pressa, mas o tempo era seu inimigo.

A noite caía, a gente se recolhia, o silêncio ensurdecia.

E lá estava ele.

O sol nascia, a gente surgia, o silêncio findaria.

E lá estava ele.

Todo dia era a novidade que se repetia, a mesmice que persistia, o propósito que se esvaía.

Faminto!

Feliz…

A melhor versão de si

Imagem
Pensando no tema para apresentar o meu trabalho ao blog, surgiu a inspiração em escrever sobre lifestyle. Mais especificamente um: o saudável, que adotei logo quando terminei a faculdade. A gente sabe o quanto é corrida a vida de estudante, dividida entre trabalho, provas, namoro... O dia poderia ter umas duas ou três horinhas a mais, não é mesmo?

Dica de Livro | Sorte ou Azar – Meg Cabot

Imagem
A dica de hoje é sobre o livro “Sorte ou Azar”, da escritora Meg Cabot, que li na semana passada, em apenas quatro dias. O livro é bem bobinho, mas é muito bom de ler. Uma história leve e divertida, que envolve o mundo dos adolescentes, com romance, inveja, amizades, inimigos, família e... magia.

A Menina Que Roubava Livros: das páginas para as telas

Imagem
O assunto de hoje é o maravilhoso livro “A Menina Que Roubava Livros”, de Markus Zusak, e que, em breve, chegará aos cinemas.

Dicas de Filmes | Flores Raras, um filme sobre amor e perda

Imagem
Flores Raras não é somente um filme sobre o relacionamento homossexual entre duas mulheres na década de 50, é uma história sobre perda. Assim Bruno Barreto, diretor do filme, define o longa, que conta a história de romance entre uma paisagista bem resolvida do Rio de Janeiro com a poetisa norte-americana Elizabeth Bishop.