Postagem em destaque

O catador de livros

Ele era só mais um entre tantos numa capital urbana. As vidas transpassando entre passos e descompassos; prazos e atrasos; em meio a percalços e descalços; tratos, maltratos e maus-tratos.

E lá estava ele.

Sucumbindo à dureza da cidade que ergue edifícios que arranham os céus e rebaixa pessoas arrastando-as ao chão. Não era culpa desta cidade, ora pois! Todas têm suas riquezas e pobrezas; suas alegrias e tristezas; suas tolices e suas destrezas; suas bondades e suas maldades; suas mentiras e suas verdades.

Mas nesta, lá estava ele!

Com a roupa do corpo e uma sacola na mão caminhava mesmo sem chão. Não tinha teto, mas a esperança era o seu abrigo. Não tinha rumo e o horizonte era o seu destino. Não tinha pressa, mas o tempo era seu inimigo.

A noite caía, a gente se recolhia, o silêncio ensurdecia.

E lá estava ele.

O sol nascia, a gente surgia, o silêncio findaria.

E lá estava ele.

Todo dia era a novidade que se repetia, a mesmice que persistia, o propósito que se esvaía.

Faminto!

Feliz…

Desentendimento com Autuori tira Lúcio do São Paulo

Desentendimento com Autuori tira Lúcio do São Paulo / Fonte da foto: Portal A Tribuna Mato Grosso
Jogador será negociado pelo São Paulo
A crise no São Paulo parece ter feito mais uma vítima. Depois de alguns jogadores serem afastados, do ex-técnico Ney Franco ser demitido e do diretor de futebol Adalberto Baptista pedir demissão, Lúcio é mais um que está com os dias contados no “Tricolor Paulista”.

O presidente Juvenal Juvêncio afirma que a saída do ex-zagueiro da Seleção Brasileira se deve a “um pequeno probleminha” com o atual treinador são paulino e que pretende negociá-lo o mais rápido possível.

Lúcio chegou ao clube do Morumbi para comandar a zaga e ser o “xerifão” que a equipe precisava, mas depois de atuações fraquíssimas e expulsões bobas, ele começou a ser fortemente contestado pela crítica, por torcedores e até pelos próprios dirigentes da equipe paulista.

O motivo do camisa 3 são paulino não ter correspondido as expectativas me parece ser devido a readaptação ao futebol brasileiro. Lúcio passou muito tempo na Europa, em países (Alemanha e Itália) cuja o ritmo de jogo é mais forte e a marcação de faltas é mais branda. Fisicamente o zagueiro parece estar muito bem, e qualidade técnica e experiência sabemos que não falta a ele. As vezes, no futebol, as coisas não dão certo em um clube e podem dar em outros.

Enfim, Lúcio tem duas opções: se quiser voltar a fazer sucesso no futebol brasileiro – como nos tempos do Inter – ele deverá se readaptar. Porém, o fato de já ter disputado seis jogos com a camisa são paulina, pelo Brasileirão, pesa contra o ex-capitão da Seleção Brasileira. Já que dessa forma ele não poderá atuar por outra equipe durante a competição, restando apenas a Copa do Brasil para poder jogar por outro time do nosso país. Ou então, Lúcio pode optar por voltar a jogar em gramados internacionais.

Veja entrevista do técnico Paulo Autuori sobre afastamento de Lúcio depois do clássico contra o Corinthians:


Gostou do artigo? Não esqueça de compartilhar com os amigos e parabenizar o autor deixando seu comentário! 

Sobre o Autor:
Vinícius Ramalho
Vinícius Ramalho é jornalista formado em 2012. Apaixonado por esporte (principalmente por futebol) e ligado nas mídias sociais.

Os artigos mais lidos

Como seria sua vida se não existisse o celular