Postagem em destaque

Tipos de textos jornalísticos

Informativos
Notícia: é o relato puro e simples de um fato ou acontecimento atual de interesse público e de interesse do público;Reportagem: trata-se de uma notícia ampliada, com informações prestadas por mais de uma fonte. A reportagem aborda vários ângulos de um fato, esmiuçando e esgotando o assunto, além de procurar interpretar os acontecimentos;Suíte: matéria com desdobramentos de um fato já noticiado, quando há novas informações sobre o assunto outrora abordado;Entrevista: além de representar a principal fonte de informação para a maior parte das matérias jornalísticas, ela pode ser uma entrevista especial com perguntas e respostas - chamada nas redações de "pingue-pongue" - a uma única fonte (uma personalidade política, econômica, cultural etc.);Nota: uma notícia pequena, que se destina a dar uma informação rápida sobre um determinado fato ou acontecimento. Opinativos
Perfil: é uma espécie de construção da história duma personagem com enfoque num indivíduo ou numa inst…

Em 2013, menos sonhos e mais projetos!

Dia 31 de dezembro. Hoje é o dia da esperança.

Esperança de crescimento, de conquistas, de dias melhores.

Quantos de nós não estamos aguardando ansiosamente a chegada deste dia?

Se há alguém que está ansioso e principalmente esperançoso com este novo ano - como diz a música de Roberto Carlos - esse cara sou eu!

Por muito tempo me achei um grande sonhador, mas pra 2013 tenho e sugiro uma nova proposta: deixa de ser simplesmente um sonhador e me tornar um realizador. Ter menos sonhos e mais projetos.

Porque quando a gente sonha é preciso acordar, mas quando a gente projeta é preciso realizar.

Martin Luther King Jr., o líder revolucionário contra o racismo nos Estados Unidos, em um de seus mais famosos discursos disse a seguinte frase: "I have a dream!" Traduzindo: Eu tenho um sonho! Mas acho mais interessante dizer esta frase da seguinte forma: I have a project! Ou seja: Eu tenho um projeto!

Porque os sonhos trabalham na esfera da possibilidade, enquanto que os projetos trabalham na esfera da probabilidade. É uma diferença considerável! Pois, entre o que é possível e o que é provável, o que é provável é muito mais certo de acontecer.

Não estou dizendo pra deixar de sonhar, mas transformar cada sonho em um novo projeto.

É natural que o medo de frustrar a expectativa gere insegurança. Mas a esperança nos dá confiança.

E entre o medo da frustração e a incerteza da esperança, eu prefiro e acho sempre mais saudável me agarrar a esperança.

Feliz Ano Novo!

Os artigos mais lidos

Como seria sua vida se não existisse o celular