Cinema: Resenha crítica do filme Meu Malvado Favorito 2

Cinema: Resenha crítica do filme Meu Malvado favorito 2 / Crédito da foto: Internet
O "malvado" Gru, suas filhas e os divertidos Minions

Parece que as continuações dos desenhos e animações deixaram de ser meros lançamentos que só chegavam direto para as locadoras ou bancas de filmes pirata.

Isso ocorre porque normalmente nunca conseguem manter um padrão de qualidade na história tão bom quanto o primeiro, ao menos eu não me lembro de nenhuma continuação de filme da Disney® que tenha sido tão boa quanto o filme que deu origem – vale lembrar que estou falando dos filmes da Disney® e não da Disney® Pixar®.

A Pixar® provou que sim, é possível fazer uma continuação com qualidade e que agrade ao público em geral e da até pra ir além, como é o caso de Toy Story 3, que em 2010 faturou US$ 1,063 bilhão em todo o mundo e também venceu 2 prêmios do Oscar®.

Dessa maneira, Warner®, Dreamworks® e Fox® não hesitaram em seguir o mesmo caminho. Com o mais recente trabalho “Meu Malvado Favorito 2” (Despicable Me 2), não seria diferente. Lançado dia 5 de julho, o filme já arrecadou U$ 584 milhões em todo o mundo. Nada mal para uma produção que custou apenas US$ 76 milhões.

Gru (voz original de Steve Carell/Leandro Hassum na dublagem brasileira) mudou radicalmente sua vida e seu negócio agora é apenas se dedicar as filhotas Agnes, Edith e Margo. Ele só não contava que seu passado de "ladrão da Lua" estivesse tão presente pelo seu recrutamento, através da LVA (Liga Anti-Vilões), para salvar o mundo na companhia da adorável agente Lucy (Kristen Wiig/Maria Clara Gueiros). Dispostos a encontrar um antigo concorrente que roubou a fórmula PX41, chamado El Macho (Benjamin Bratt/Sidney Magal). Toda essa aventura acompanhada do humor (inabalável) dos hilários Minions (aquelas bolotinhas amarelas de voz estranha).

Um filme para toda a família!

Assista ao trailer:



Sobre o Autor:
Lindenberg Gomes
Lindenberg Gomes tem 32 anos. É empreendedor nato e trabalhou como Engenheiro Apícola no Havaí. Atualmente é Tosador e Proprietário da Empresa Pet Go – Atendimento em domicílio para cães e gatos. Amante de cinema desde que... Viu que Sérgio Malandro não era engraçado em Lua de Cristal (1990).

Postagens mais visitadas deste blog

Como seria sua vida se não existisse o celular

Coisas que aprendi estudando russo