5 benefícios da visita do Papa ao Brasil

O Rio de Janeiro será, até 2016, palco de megaeventos que atrairão a atenção de todo o mundo. No mês passado (junho), a primeira grande atividade sediada pela “Cidade Maravilhosa” foi a Copa das Confederações organizada pela FIFA.

Ano que vem, a FIFA voltará ao Rio de Janeiro para organizar mais um campeonato de futebol. Desta vez, o mais importante na modalidade: a Copa do Mundo.




Já em 2016, outro evento será acolhido pelas belezas da capital Fluminense, este reunindo os maiores nomes em várias modalidades esportivas, e não apenas o futebol, trata-se dos jogos olímpicos e das paraolimpíadas. A competição assim como a Copa do Mundo, também ocorre no intervalo de quatro anos e foi disputada na cidade de Londres na Inglaterra, em 2012.

Nesta última semana, aconteceu a tão aguardada chegada do Papa Francisco ao Brasil, na tarde de segunda-feira (22/07), para a realização da Jornada Mundial daJuventude (JMJ) entre os dias 23 até 28 de julho, promovida pelos membros da igreja católica. Para a recepção do líder religioso, milhares de pessoas peregrinaram para a cidade, além de representantes dos governos federal e estadual. Entretanto, muitos têm questionado se realmente a visita do primeiro Papa latino-americano ao país trará algum benefício real para a população.

A Jornada foi encerrada oficialmente neste domingo (28/07).

Veja agora 5 benefícios da passagem de Francisco I ao Brasil:

  1. Crescimento econômico:

    De acordo com dados divulgados pelos organizadores da última JMJ, realizada na cidade de Madri, capital da Espanha, em 2011, cerca de R$ 920 milhões foram apontados como impacto financeiro positivo para o país, aproximadamente 354 milhões de euros.

  2. Fortalecimento do turismo local:

    Apesar de a duração oficial do evento ser de apenas 5 dias, estudos mostram que os peregrinos estrangeiros permanecem no país-sede da jornada em torno de 4 a 6 dias a mais. Assim, eles obtêm contato intenso e direto com a cultura local ampliando os lucros para diversos setores empresariais, como restaurantes, hotéis e as oportunidades de trabalho para a população.

  3. Inserção dos jovens em diversas culturas:

    A união de visão e fé comum proporcionada pela JMJ, concede a grande oportunidade dos jovens participantes terem contato direto com pessoas de culturas, hábitos e idiomas muito diferentes. O que leva todos a um grande aprendizado de respeito às diferenças.

  4. Programas de combate às drogas:

    Deixar legados sociais também é uma das metas importantes que o evento pretende alcançar. Um desses é o trabalho de inclusão e ajuda à dependentes químicos. O projeto visa a criação de uma rede de intercâmbio entre instituições civis e religiosas, um centro de triagem e um ônibus equipado com diversas tecnologias para promover a inclusão dos dependentes à sociedade, chamado "Passaporte da Cidadania".

  5. Transparência nos assuntos da igreja:

    Criado em 2010 no Reino Unido, o projeto Vozes Católicas tem como objetivo facilitar o trabalho dos meios de comunicação durante a cobertura da visita do Papa, além de oferecer auxílio e esclarecimentos em temas ligados à Igreja Católica na mídia.

Postagens mais visitadas deste blog

Como seria sua vida se não existisse o celular

Coisas que aprendi estudando russo