A Copa e toda a demagogia que ela traz

Crédito da Foto: Blog Basileia Reino
Não aguento mais ver tanta gente fazendo comparação sobre o que está sendo investido na construção dos estádios com as deficiências da saúde, educação etc.


Vocês acham que a Copa do Mundo é só estádios? Abram os olhos e a cabeça!

Os estádios são simplesmente as "cerejas" do bolo!

Organizações como a FIFA e o COI (Comitê Olímpico Internacional) têm uma série de exigências que os países que se dispõem a sediar as competições precisam cumprir. Elas tem uma responsabilidade social internacional. Ou vocês acham que elas vão arriscar colocar o nome e a marca que eles lutaram para erguer em algo que fracassará?

A verdade é que - mesmo com todas as precariedades que ainda encontramos - nunca se investiu tanto na educação do país quanto agora. O governo criou vários programas que possibilitam pessoas de baixa renda ingressarem no ensino superior: Fies, Enem, cotas raciais entre outros.

Para sediar uma Copa do Mundo ou os Jogos Olímpicos é necessário investimento em infraestrutura urbana, melhoria nos transportes públicos e aeroportos. A rede hoteleira precisa se adequar aos padrões de excelência para receber turistas de todo o mundo. Isso gera demanda por mão de obra qualificada, que consequentemente incentiva os trabalhadores a se prepararem melhor profissionalmente.

A Copa gera empregos e impulsiona o avanço tecnológico. No meio do ano as cidades-sede já terão acesso a tecnologia 4G da telefonia móvel - algo que muito provavelmente só veríamos em no mínimo cinco anos. Policiais, oficiais etc, estão recebendo treinamento especial para o evento. Nosso país está crescendo e se modernizando. E muito disso é graças à responsabilidade que adquirimos ao sermos escolhidos como anfitriões dos dois maiores eventos esportivos do mundo.

Existe muita corrupção e problemas em serviços essenciais a população? Sim.

A Copa do Mundo resolverá isso? Definitivamente, não!

Mas é preciso parar de ver tudo na ótica pessimista que muitas vezes recebemos e aceitamos da mídia. Não é possível que ainda não se tenha percebido que o que vende é notícia ruim. Ninguém compra notícia boa. Assim, sempre serão exaltados os defeitos nos fazendo acreditar que estamos jogando dinheiro fora construindo estádios quando tem tanta coisa mais importante pra resolver.

Por favor, não insultem sua própria inteligência!

Os estádios por si só são um grande avanço. Devolvem aos torcedores a dignidade de cidadãos e não os tratam como “galinhas de poleiro” que sequer têm onde sentar-se. Porém, eles são simplesmente uma representação física do mundo de possibilidades e melhorias que estes proporcionam e desenvolvem em seu entorno. Eles não solucionam tudo, mas servem no mínimo de exemplo e modelo para ser seguido nas mais diversas áreas sociais do país.

Não é meu interesse fazer propaganda ideológica do governo ou qualquer outra instituição. Entretanto, é importante reconhecermos o quanto somos agraciados e honrados por sermos escolhidos para organizar estes dois acontecimentos históricos do esporte mundial e o quão benéfico eles poderão ser para todos nós.

Enfim, vamos fazer uma boa reflexão sobre tudo isso e dar um “carrinho” de vez na nossa ignorância e demagogia.

Postagens mais visitadas deste blog

Como seria sua vida se não existisse o celular